Olá! Sou a Nathália Ferreira. Criei esse blog para mostrar um pouco do que gosto, como: fotografia, decoração, filmes, livros, seriados, músicas e várias outras coisas que vocês verão com o tempo. Futura designer de interiores e/ou fotógrafa. SEJAM TODOS BEM - VINDOS.

Facebook

Pesquisar

Instagram

Veja Também!



E diz agora, é a vida que segue

follow me on instagram @carolinaabarbosa_ | via Tumblr
Posso garantir que desapego é uma das melhores sensações que existem. Palavras da menina que já se apaixonou perdidamente por alguém algumas vezes, e acreditou que aquele era o cara. O cara da sua vida, o príncipe do cavalo branco, que viria para me buscar e me levar desse mundo das trevas.

Quando nos apaixonamos, nossos sentidos ficam mais apurados. A saudade da pessoa quando não estamos com ela toma conta, e quando estamos, nosso coração simplesmente bate mais forte. O problema surge quando começamos a perceber que esse não é o cara pra você. Ele namora outras meninas, e você insiste a esperar. Acreditem na pessoa que esperou 1 ano pelo mesmo garoto.

Então vieram as músicas tristes, os romances com finais felizes (ou não), as caixas de lenço no canto do quarto e as milhares de lágrimas que vieram a cair. Você se recusa a acreditar, por mais que todas as evidências digam o contrário, você ainda tem uma gota refinada de esperança que acredita que pode ser mais forte que tudo. Já ouviram a frase "se ouver 1% de chance, tenha 99% de fé". Ela parece se enquadrar tanto nesse momento.

Parece dificil, mas depois de meses chorando e se iludindo pelo "cara da sua vida", finalmente a ficha cai. Cada caso varia, enquanto algumas pessoas logo percebem, outras demoram pra acordar. Cada um ao seu tempo, mas quando o momento do desapego chega, há poucas sensações que superem (como achar dinheiro no bolso da calça, ou não).
E ninguém pode negar que se sentir confiante é demais! Você não precisa mais das músicas tristes porque já deixou cair todas as lágrimas. Não se importa mais que ele saia com outras porque não te atinge mais e nem se quer sente saudade. Agora é o seu momento, o momento de experimentar uma maquiagem diferente, uma mudança no cabelo, no jeito de vestir, um sorriso no rosto. Por mais que me doa um pouquinho sempre que eu me decepciono amorosamente, corto o cabelo. Pode ser só as pontinhas, pra você vai fazer uma grande diferença. Vai sair do salão com o nariz empinado, se sentindo poderosa. E acreditem, nós somos poderosas. Não precisamos de homem pra nos dizer isso, se temos nós mesmas. Acredito já ter dado esse mesmo discurso sobre beleza e auto estima em algum lugar por aqui. Por fim, vou deixar Scracho pra ajudar vocês a refletirem. 




2 comentários:

  1. Amei esse texto, e não me deu preguiça de ler, é que ás vezes alguns me dão!
    Simplesmente se identifiquei, é passei por isso e é muito bom 'desapegar' se sentir livre!
    Amei de verdade esse texto!

    http://opiniao---propria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Antes mesmo de clicar no link do post, ao ler o título, me lembrei automaticamente dessa música do Scracho. Ela realmente fala de tudo isso que você falou no texto, sobre como desapegar pode fazer um bem danado pra gente. <3

    Amulherqueeugostariadeser.blogspot.com.br

    ResponderExcluir